Dia de Preto

Dia de Preto

Produção de filme de longa-metragem, lançado nos cinemas em 2012.

Site disponível em http://demian.com.br/diadepreto

Assista ao filme no Youtube:

Resumo:

Adaptação moderna da lenda brasileira do primeiro escravo alforriado do Brasil, Dia de Preto conta a história de um jovem negro lutando pela sua liberdade. Ele foge de seu patrão e de uma gangue sinistra, que procuram uma relíquia sagrada roubada: um sino de ouro histórico, peça valiosa que remonta ao Rio de Janeiro do Século XVII.

Com suspense e humor, DIA DE PRETO conduz os espectadores sob o ponto de vista do protagonista durante um dia alucinante, cheio de contratempos e personagens bizarros. No fim dessa jornada de vida e morte, nosso herói acaba aprendendo que algumas histórias nunca terminam.

DIA DE PRETO é uma aventura que aborda o racismo e sua existência cíclica. Um filme repleto de citações, paródias e referências da cultura pop, dos quadrinhos e do cinema comercial de gêneros. Como num quebra-cabeça invertido, a narrativa vai progressivamente se tornando surreal e fantástica conforme o espectador vai compreendendo que a história se repete como farsa.

Marcial Renato

Marcial Renato

Marido da Karin, a mulher mais bonita que já conheci na vida, pai da Ravena (super poderosa), do Henzo (a pronúncia é "Renzo", como o lutador) e da Laura (de olhos verdes). Filho da Alzira, a mulher mais forte do mundo, e do Paulo Roberto, o cara mais maneiro de todos os tempos. Já trabalhei como produtor de TV, Cinema e Internet, fui professor de Comunicação Social e hoje sou servidor de carreira da Agência Nacional do Cinema (ANCINE). Tenho um mestrado em Literatura e graduação em Publicidade e Propaganda, ambos na UFRJ. Em 2012, escrevi, produzi e dirigi o longa-metragem "Dia de Preto", com Daniel Mattos e Marcos Felipe Delfino, premiado em diversos festivais no Brasil e no mundo. Também sou autor dos livros "Rituais de Casamento", de 2015, junto com a Karin, e "Asgaehart: as invasões bárbaras", lançado em 2018. Duas vezes por ano jogo na lateral direita do time dos nascidos na década de 70 do Vale do Rio Grande (7X). Também gosto de pegar onda no verão, e nas horas vagas escrevo aqui no site da Maxie.

Um comentário em “Dia de Preto

  1. Pingback: Equinox – MAXIE

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: